28 de abril: Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho | Por que esta data é tão importante?

28 de abril: Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho | Por que esta data é tão importante?

Quatro porcento de todo o PIB mundial é usado para cobrir despesas com afastamentos, pagamento de pensões e paradas de produção devido a acidentes.

O Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho foi instituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em 2003, em memória aos 78 mineiros mortos na explosão de uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos em 1969.

Desde então, a data serve de alerta para empresas e trabalhadores sobre os riscos e a importância de prevenção de acidentes e doenças ocupacionais.  No Brasil, a lei que oficializa o dia foi assinada em 25 de maio de 2005.

Panorama Mundial

Dados de 2017 sobre acidentes de trabalho divulgados pela OIT mostram números alarmantes. De acordo com a instituição, 6,3 mil pessoas morrem por dia no mundo devido a acidentes ligados às atividades de trabalho. No ano são mais de 2,3 milhões de mortes.

Isso significa que a cada cinco minutos 20 pessoas morrem em decorrência de suas ocupações.   O mesmo relatório revela que 4% de todo o Produto Interno Bruto (PIB) mundial é consumido para cobrir despesas com afastamentos, pagamento de pensões e paradas de produção devido a acidentes.

Tais dados tornam-se ainda mais assustadores quando pensamos que o uso frequente e correto de EPI’s (Equipamento de Proteção Individual), rotinas de manutenção de equipamentos e vistorias periódicas evitariam tais fatalidades.

Estatísticas brasileiras

O Brasil não está longe da realidade mundial. Segundo o Anuário Estatístico de Acidentes do Trabalho (AEAT), produzido pelo Ministério da Fazenda, só em 2017 ocorreram no país 549.405 mil acidentes de trabalho. Esse número pode, no entanto, ser ainda maior devido à existência de trabalhos informais e do alto índice de subnotificação.  Do total de acidentes ocorridos no mesmo ano, os ligados a doenças ocupacionais correspondem a 17,8%.

As regiões que lideram o índice são a Sudeste, com mais de 290 mil acidentes reportados, seguida da região Sul com mais de 124 mil casos. Os números refletem não só como o país precisa avançar em políticas de prevenção e fiscalização das condições de trabalho, como acende o alerta sobre as condições empregadas nos principais polos empregatícios do país.

Ações da Organização Internacional do Trabalho

A OIT utiliza a data para promover em todo o mundo uma série de ações para munir organizações e colaboradores, com informações úteis a fim de conscientizar e reduzir os altos índices de acidentes e doenças ocupacionais.

A promoção da segurança do trabalho é, contudo, um esforço diário que deve ser impulsionado por empresas, entidades e funcionários para garantir uma cultura de segurança e, consequentemente, a redução de acidentes. Conte-nos abaixo quais ações sua empresa faz para promover a data.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.