6 razões para começar a usar um programa de bloqueio o quanto antes

6 razões para começar a usar um programa de bloqueio o quanto antes

procedimento de bloqueio e travamento são previstos em normas regulamentadoras para garantir a segurança de funcionários no momento da manutenção de maquinários.

Os programas e o uso de bloqueios e travamentos (em inglês LOTO – lockout tagout) são projetados para proteger os funcionários de acidentes, ferimentos e morte. É um sistema organizado para desligar energia perigosa antes de fazer reparos e manutenção em suas máquinas de produção, exaustores, unidades de tratamento de ar e bombas, por exemplo. O objetivo é manter o maquinário em um estado de “energia zero” até que todo o trabalho seja concluído.

Separamos alguns motivos para você começar a usá-lo agora mesmo. Confira:

Razão #1: é normatizado

No Brasil, o programa de bloqueio é solicitado por várias Normas Regulamentadoras, sendo as principais a NR10 (estabelece e orienta a implementação de medidas/sistemas preventivos de saúde ou segurança), a NR12 (responsável pela criação de referências técnicas voltadas para a prevenção de acidentes elétricos) e NR33 (espaço confinado).

Além disso, a norma americana OSHA, que existe há mais de 25 anos, também incluí o programa no CFR 1910.147 – controle de energia perigosa – e CFR 1910.212 – requisitos gerais de proteção para todas as máquinas.

Razão #2: os acidentes de bloqueio são muito aleatórios.

O risco número 1 para uma organização é a complacência, especialmente se não possuem histórico de acidente. Os acidentes com energia perigosa são muito aleatórios. As pessoas geralmente ficam surpresas quando acontecem. Um funcionário pode realizar uma tarefa de manutenção de rotina 99 vezes sem nunca ter acontecido nada, quando, de repente, na 100° vez, uma mudança nas circunstâncias permite que um acidente aconteça.

Razão #3: penalização

Um acidente de trabalho a cada 49 segundos. Esse foi o número de registros no país entre 2012 e 2019. Só no ano passado, foram mais de 2 mil mortes em decorrência de acidentes ligados à atividade laboral, segundo o Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho.

Os danos decorrentes da perda de uma vida são incalculáveis, e soa até insensível estimar um valor em dinheiro para tal ainda mais se comparado com as sequelas e traumas deixados pelo acidente.

Porém, além de todos o danos à vida do trabalhador, à sua família e ao ambiente de trabalho, os acidentes causam grandes impactos às finanças da companhia e a economia do país.

confira aqui todos os custos de um acidente:
http://blog.seton.com.br/quanto-custa-um-acidente-de-trabalho.html

Razão #4: lesões e acidentes podem ser graves

Quando fontes de energia perigosas não são bloqueadas corretamente na posição “desligado”, todos os participantes da atividade de reparo ou manutenção estão em risco – e os ferimentos podem ser horríveis e graves, desde esmagamento até eletrocussão.
De acordo com o Anuário Estatístico da ABRACOPEL (Associação Brasileira de Conscientização para os perigos da Eletricidade), só em 2018 ocorreram 1424 acidentes de origem elétrica no país, ocasionando 622 mortes.

Razão #5: aumento da produtividade

Com o uso correto dos dispositivo de bloqueios e o seguimento do procedimento, as indústrias evitam acidentes e minimizam, assim, a inatividade de equipamentos, troca de funcionários e parada de linha de produção.

Razão #6: é simples e fácil iniciar um programa de bloqueio

De forma prática, durante uma manutenção de um equipamento deve-se utilizar um dispositivo de bloqueio, um cadeado industrial de segurança e um cartão de identificação para bloquear as funções de energia, e assim assegurar total segurança aos profissionais que efetuarão o serviço de manutenção.

Para aplicar corretamente um dispositivo mecânico de bloqueio ou travamento, é preciso primeiramente identificar e registrar quais são e onde estão os pontos que precisam receber esse dispositivo.

Uma vez identificados os riscos, é preciso definir um protocolo de utilização do bloqueio em equipamentos cujo funcionamento deve ser conhecido pelos operadores.

Ainda não tem um programa? Baixe aqui o nosso e-book e confira quais são os 5 passos para um bloqueio eficaz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.