Etiquetas patrimoniais – poliéster metalizado VS alumínio

Posted on by

etiqueta_patrimonio2Quem precisa lidar com identificação patrimonial sabe bem da importância da identificação do material a ser cuidado e controlado. Inclusive também se sabe o quanto essas identificações devem apresentar características fundamentais para que cumpram a função adequada.

Espera-se que as etiquetas patrimoniais apresentem alta resistência e durabilidade, especialmente se estiverem presentes em locais cujo ambiente possua condições especiais como calor ou frio acima da média, como por exemplo, frigoríficos e siderúrgicas. Assim, é uma ótima ideia investir algum tempo na escolha do tipo de material adequado para cada necessidade.

Em geral, as etiquetas patrimoniais mais utilizadas são aquelas feitas em alumínio e poliéster metalizado. O alumínio é um material tradicional para a maioria das empresas, possuindo alta resistência e muita durabilidade, bastante popular no quesito custo-benefício.

Já o poliéster metalizado se difere por ser feito em um material plástico, flexível e autoadesivo, o que torna sua aplicação bastante prática e versátil.

Veja agora algumas das principais características de cada um desses materiais:

Etiquetas patrimoniais de alumínio

Conforme dito anteriormente, trata-se do padrão mais utilizado nas empresas, sendo bastante fácil de encontrar. Tem flexibilidade razoável, dependendo do modelo, e apresenta boa relação de custo benefício para a maioria dos casos, das necessidades.

O problema é que o material nem sempre oferece resistência adequada a ambientes em condições extremas, assim como não é um bom material para ser utilizado em superfícies curvas. Por mais flexíveis que sejam alguns modelos.

 Etiquetas patrimoniais de poliéster

Já as etiquetas patrimoniais feitas em poliéster vêm sendo uma opção bastante procurada nos últimos anos. Sendo considerada a opção mais adequada e viável economicamente, além de ser um material ideal para ser afixado em superfícies curvas.

Alguns modelos já avançaram no quesito durabilidade e resistência, aumentando a tolerância desse tipo de etiqueta em ambientes de condições consideradas hostis, porém várias marcas ainda são consideradas de baixa resistência, além de ter durabilidade questionada em comparação às placas de alumínio.

Você pode encontrar na SETON etiquetas de poliéster de ótima qualidade com a tecnologia patenteada de nome DuraGuard®, a qual oferece boas opções de tipos, tamanhos, cores. Existem etiquetas especiais com evidência de remoção, versões resistentes à abrasão, temperaturas extremas e ainda é possível encontrar etiquetas patrimoniais já impressas com numeração serial, código de barras, pré-impressas para inserção de dados variáveis ou mesmo em branco.

etiqueta_patrimonio1Como escolher o material das etiquetas patrimoniais?

Na prática, a decisão não é tão difícil de ser tomada. É preciso necessariamente avaliar o custo benefício das suas escolhas, pois não vale a pena pensar apenas no preço. Avalie o tipo de item do qual você terá que fazer o inventário (características e condições do ambiente no qual ele está inserido) e compare com as especificações de cada material das etiquetas patrimoniais. Uma vez que essa análise foi feita, é mais simples encontrar o modelo que mais se adequa ao que é esperado.

 

Conheça as soluções em identificação e proteção que a SETON pode oferecer, acesse no o site para pesquisar entre os itens disponíveis ou consulte o Catálogo Online.

O pedido pode ser feita tanto via internet: www.seton.com.br, e pelo Televendas: (11) 4166-1202, que funciona de segunda à sexta, das 8h00 às 17h00.

Outras dúvidas ou solicitações também podem ser feitas através de e-mail para o Serviço de Atendimento ao Consumidor SETON – informacoes@seton.com.br ou pelo Chat Online, que assim como o SAC, também funciona de segunda à sexta, das 8h às 17h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *