Táticas para controlar derramamentos de óleo

Posted on by

derramamento_2O tema acima é bem sugestivo: acidentes ambientais.

No mundo, por ano, acontecem muitos acidentes por derramamento de óleos, seja marítimo ou terrestre e o meio ambiente natural – fauna, flora e bioma – é o mais prejudicado. A empresa é penalizada com multas altíssimas, mas não é o bastante, pois dinheiro nenhum paga uma degradação ambiental, o que a natureza faz é perfeito.

A ONU traz em suas estatísticas que os vazamentos e derrames de óleos são as principais causas de poluição na Europa. E após um acidente a medida a ser tomada é a sua contenção através de produtos absorventes como forma de controle da poluição.

Um acidente ambiental pode ter diferentes dimensões, porém não deixa de ser um contaminante perigoso podendo proporcionar coacidentes, ou seja, o derramamento é um fato prejudicial, mas através dele outros acidentes podem ocorrer como explosão e dispersão de gases. Independente da proporção medidas de contenção devem ser adotadas.

Alguns meios de controle da poluição podem ser tomados para amenizar o dano ambiental, entre eles estão os antiderramamento de óleo: barreiras flutuantes, skimers, dispersantes, absorventes e adsorventes de óleo e os coagulantes.

Barreiras: as barreiras podem ser flutuantes ou físicas de superfície. As flutuantes são usadas na recolha de óleo na superfície da água, para contenção, desvio ou absorção posterior.

Skimers: removem o óleo sobrenadante com dispositivos mecânicos como bombas, sistemas de vácuo, cilindros rotatórios, escovas etc.

Dispersantes:são em geral detergentes ou surfactantes que ajudam na dissolução da mancha de óleo em gotas menores. Removem o óleo da superfície da água fazendo-o entrar e na coluna de água, aumentando a rapidez de degradação biológica.

Absorventes e Adsorventes:Materiais absorventes e adsorventes de óleo de diversos tipos são usados para absorver manchas de óleo em movimento.

Coagulantes/Floculantes:O floculante pode ser usado sobre manchas e derrames de petróleo, óleos vegetais ou para aderir a superfícies como paredes, areia contaminadas, rochas e outras estruturas absorvendo a mancha de óleo das superfícies através de suas propriedades tensoativas.

Biorremediação: é o termo usado para descrever uma série de processos, que podem ser usados para acelerar a biodegradação natural. Mais especificamente a bioestimulação com aplicação de nutrientes e a bio-aumentação ou semeadura com a adição de microrganismos especialmente selecionados para degradar petróleo. A biodegradação ocorre como resultado da oxidação de certos componentes do óleo por organismos como bactérias, fungos, algas unicelulares e protozoários.

Graças a tecnologia de ponta têm-se diversos meios de se conter um derramamento de óleo, como absorventes industriais e pallets para contenção de derramamentos, a empresa pode ter a responsabilidade de realizar a compensação ambiental que nem sempre é recuperar o local afetado.

A função principal é atuar na gestão da prevenção a poluição que é uma técnica de evitar que acidentes ocorram, diminuindo assim suas consequências degradantes a todo meio ambiente, fauna, ecossistemas e todos os seres vivos.

A atuação do profissional da área é de extrema importância e que se isso acontecer que seja realmente um acidente, fatalidade e não falha humana ou de processo.

O meio ambiente agradece esse cuidado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *